sábado, 15 de maio de 2010

O acto da escrita.

O acto da escrita








Escrever?



Dar voz as palavras gritar os silêncios

libertar o pensamento das grades do desencorajamento.





Dar luz as sombras que escurecem o coração

ilumina-lo com luz da esperança e da razão.

Dar sons aos silêncios há muito guardados

no baú das memórias trazer à luz do dia

o nosso ser a nossa história



Dar alento aos nossos medos libertá-los da nossa alma

das teias dos nossos mais íntimos segredos.



Dar cor e luz a nossa vida inventar mil histórias de chegadas e partidas

Projectar-nos no futuro deixar uma herança escrita aos nossos filhos

aos nossos netos. aos que acreditarem na força da palavra escrita.

3 comentários:

  1. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE
    O ACTO DA ESCRITA

    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DEL FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderEliminar
  2. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
    é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
    Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido
    também o seu blog. Minhas saudações.
    António Batalha.
    Peregrino E Servo.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar